sexta-feira, 28 de maio de 2010

POEMAÇÃO DEZ: Uma Homenagem à Poesia Lusófona





POEMAÇÃO DEZ
Uma Homenagem à Poesia Lusófona
Um Sarau Videoliteromusical

A Biblioteca Nacional abre suas portas para o décimo POEMAÇÃO privilegiando a poesia brasiliense, visando à II Bienal Internacional de Poesia de Brasília, a ser realizada em setembro de 2010.
O Poemação 10 faz uma homenagem à poesia lusófona, numa breve citação de poetas de Cabo Verde, Guiné-Bissau, S.Tomé e Príncipe, Moçambique, Angola e Timor Leste. A poesia de Portugal será lembrada por Francisco Cruz (O Sid), poeta, recitador e filósofo num recital com poemas de Fernando Pessoa. O Brasil terá a poesia autoral de Salomão Sousa, autor de vários livros entre eles Safra Quebrada, uma coletânea de sua obra. O poeta Vicente de Paulo Junqueira nos mostra o Abcedário seu recém lançado livro e a performática do poeta maranhense Rego Junior com participação de Wellington Rios, violão e voz, e, George Carvalho, percussão.
Sotaques (Electronic Brasil Roots) de-formance poético-vídeo-musical com o VJ Xorume (Alexandre Rangel) e o poeta/DJ/MC Gérson De Veras interpretando Teoria e Prática do Poema de Haroldo de Campos, texto próprio e Epitáfio para o Corpo e para a Alma, ambos de Paulo Leminski no Poemação 10.
O acordeonista João Carlos de Mendonça Nascentes, sorteios de livros e poesia na platéia completam a homenagem à poesia de língua portuguesa.
O Sarau é realizado todas as primeiras terças feiras do mês no auditório da Biblioteca Nacional. Sob a coordenação dos poetas Jorge Amâncio e Marcos Freitas.

POEMAÇÃO 10
Alexandre Rangel – Gérson De Veras – Vicente de Paulo Siqueira João Carlos de Mendonça Nascentes
Salomão Sousa - Rego jr. - Wellington Rios- George Carvalho
Francisco Cruz (O Sid)

LOCAL: Auditório da Biblioteca Nacional (2º Andar)
Data: 01 de junho de 2010
Horário: das 19h00min as 21h00min
Entrada Franca

Thomas Mann será tema de palestra em Brasília


O escritor alemão Thomas Mann será tema de palestra em Brasília, no dia 02 de junho de 2010. O evento, organizado pela Embaixada da Alemanha em conjunto com o Goethe Zentrum e a Livraria Cultura, contará com o palestrante Dr. Paulo Astor Soethe, professor de alemão na Universidade Federal do Paraná. Soethe é tradutor de filosofia alemã e co-autor do livro „Mutterland“ sobre os raizes do famoso escritor laureado com o Prêmio Nobel.

De descendência alemã-brasileira, Thomas Mann e seu irmão Heinrich, também escritor, mantiveram contato discreto com os intelectuais brasileiros Sérgio Buarque de Holanda, Gilberto Freyre e Érico Veríssimo, além de exilados alemães no Brasil, em especial, no contexto dos movimentos de resistência ao nazismo.

A palestra descreverá o contexto histórico desses contatos, relatará seu conteúdo e desdobramentos e as informações serão ilustradas com imagens fac-similares de documentos inéditos da correspondência dos dois grandes escritores alemães, filhos da brasileira Julia da Silva-Bruhns.

SERVIÇO
Thomas Mann e a cena intelectual brasileira: resistência e luta pela democracia
Data: 02 de junho
Horário: 19h30
Local: Livraria Cultura, Casapark Shopping Center (SGCV – Sul Lote 22 Loja 4-A, Brasília-DF)
ENTRADA FRANCA

Embaixada da República Federal da Alemanha
Centro Alemão de Informação - Deutschlandzentrum
Brasília - DF
SES Av. das Nações, Q. 807 lt25
70.415-900
Tel. (61) 3442-7000
Fax. (61) 3443-7508
info@alemanJA.org
www.brasilia.diplo.de
www.alemanJA.org

quarta-feira, 26 de maio de 2010

XI Sarau Poético GUARARTE – lançamento da Coletânea Poética Guará


XI Sarau Poético GUARARTE – lançamento da Coletânea Poética Guará. *Noite de autógrafos*música*teatro*poesia.

Onde: Teatro do Guará. A.E. do CAVE – Administração Regional, entrada “B”. Quando: 27.05.2010 – 20h. Casa da Cultura:

terça-feira, 25 de maio de 2010


Brasilia-DF, 14 de maio de 2010.

Excelentíssimo Senhor
Rogério Schumann Rosso
Governador do Distrito Federal

Senhor Governador,

O Fórum de Cultura do Distrito Federal ao longo de mais de 10 anos tem sido o espaço de organização e articulação dos diversos Fóruns, grupos, entidades representativas e artistas de todas as linguagens artísticas. Tem estabelecido diálogo com atores públicos e privados no âmbito local e federal, na perspectiva de contribuir para a criação e efetivação de uma política pública de cultura para o Distrito Federal capaz de atender as necessidades de todas as cidades.
É neste sentido que externamos, nossas considerações e reivindicações sobre a situação da cultura após os últimos 03 anos e meio comandada pelo ex-governador José Roberto Arruda, o secretário Silvestre Gorgulho e sua equipe.
Considerando que a atual gestão frente da Secretaria de Cultura:
1 – Não consegue cumprir a Lei e executar o Fundo de Apoio a Cultura – FAC, principal meio de financiamento da cultura no DF;
2 – Abandonou o Museu de Arte de Brasília – MAB que hoje se encontra fechado, colocando o seu valioso acervo em risco;
3 – Abandonou o Cine Brasília, praticamente sem condições de uso, colocando em risco a realização do principal Festival de Cinema do Brasil;
4 - Não adotou a gestão adequada para o Teatro da Praça de Taguatinga – sem uso - e os escassos Espaços Culturais das Regiões Administrativas pudessem servir as comunidades;
5 - Não Concluiu as Obras do Centro Cultural e Desportivo de Ceilândia, iniciadas há mais de 20 anos;
6 – Tenta promover uma reforma administrativa rebaixando as condições administrativas do Espaço Cultural Renato Russo – 508 Sul, inviabilizando a manutenção de suas diversas oficinas e a existência de um Pontão de Cultura que congrega cerca de 40 Pontos de Cultura de todo o DF;
7 – Abandonou a Casa do Cantador em Ceilândia entregando sua gestão a pessoas que tratam o espaço como privado;
8 – Realizou uma desastrosa mudança administrativa na gestão da Secretaria exigindo gerências e secretarias substituindo por outras completamente inoperantes que estão levando a Secretaria ao caos administrativo;
9 – Se recusa a realizar um concurso público para renovar os quadros da Secretaria fundamental para a manutenção não só administrativamente como, também, do corpo técnico responsável pelo Teatro Nacional Cláudio Santoro;
10 – Não foi capaz de executar um projeto eficiente, democrático e abrangente de circulação da produção cultural local pelas cidades do DF;
11 – Priorizou recursos exorbitantes apenas em poucos eventos – principalmente nos aniversários das cidades – com artistas de outros Estados, o que lhe imputou inclusive dois processos por Improbidade administrativa (Processos 2008.01.1.103017-9, da Oitava Vara da Fazenda Pública e 2008.01.1.076.557-7, da Primeira Vara da Fazenda Pública);
12 – Descumpre a Lei nº 1.960, de 08 de junho de 1998, que estabeleceu competências para os Conselhos Regionais de Cultura evitando assim que as cidades do Distrito possam desenvolver sua própria produção cultural.

Diante desse quadro assustador, apresentamos as seguintes reivindicações:
1 – A saída imediata do Secretário Silvestre Gorgulho e de toda a sua equipe e a discussão com o movimento cultural do DF e servidores da Secretaria para a organização de uma nova gestão de emergência;
2 – Cumprimento da Lei que garante 0,3% do orçamento geral do GDF destinado ao Fundo de Apoio a Cultura e garantia de sua real execução financeira para este exercício – 2010;
3 – Discussão com o movimento cultural e servidores quanto ao orçamento 2010 e 2011;
4 – Elaboração de uma pauta de emergência para a garantia da manutenção dos espaços culturais do Distrito Federal;
O Fórum de Cultura do DF tem tentado dialogar e contribuir com a atual gestão desde seu princípio. Tivemos diversas reuniões, debates e audiências públicas. Após diversos encontros realizamos uma manifestação que levou mais de 1.000 artistas às portas Secretaria Cultura com todos estes pontos para a discussão. Nenhum deles foi implementado até hoje.
Portanto, não acreditamos mais que esta equipe seja capaz de administrar os equipamentos culturais, fomentar a produção artística da Capital Federal e garantir o direito ao acesso aos bens culturais pelos brasilienses. O próprio Secretário já apresentou sua carta de demissão seguidas vezes durante a crise por que passou o Distrito Federal.
Cabe, portanto, ao senhor governador, a responsabilidade de resguardar o patrimônio cultural do Distrito Federal que hoje se encontra a beira do caos administrativo e institucional.

Cordialmente,
Fórum de Cultura do Distrito Federal

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Música e poesia no passeio pelo Lago Paranoá


Neste sábado e domingo, dias 22 e 23 de maio, com partida às 17h, a Barca Brasília navega ao som da poesia de Vicente Sá e da melodia carismática de Sérgio Duboc. Música e poesia se intercalam de forma harmoniosa ditando o ritmo do show, que traz Brasília e sua gente como de pano de fundo e o samba como a sua linha principal. O cenário para tanto é o imperdível espetáculo do pôr do sol e do anoitecer nas águas calmas do Lago Paranoá, a bordo da Barca Brasília. Uma experiência inesquecível! Você é nosso convidado especial! Venha participar!

SERVIÇO
Show poético musical na Barca Brasília: Sérgio Duboc e Vicente Sá. Imperdível!
Data: 22 e 23 de maio – sábado e domingo

Local: Cais do Bay Park Hotel: SHTN Trecho 02 Lote 05 (próximo à Vila Planalto).
Partida: 17h; Previsão de chegada: 20h30.
PROMOÇÃO
Pagamento do passeio até quinta-feira 25% de desconto: R$30,00
Pagamento do passeio até sexta-feira 12,5% de desconto: R$ 35,00
Pagamento do passeio no sábado ou domingo: R$40,00
Couvert artístico: R$10,00
Consumo de alimentos e bebidas à parte.
Reservas e informações:
www.barcabrasilia.com.br
Telefones: 8419-7192 (Edmilson Figueiredo) e 8432-6234 (Amon Trajano).
Evento não indicado para menores de 18 anos desacompanhados.
Obs.: recomenda-se ter à mão um agasalho.
Assista os vídeos:
http://www.youtube.com/watch?v=LFiICYTQ2Z8
http://www.youtube.com/watch?v=gQMJgInVYsw

Roraima no Rayuela: 5ª feira, 20 de maio


O show será aberto com a declamação de poemas: participação dos poetas Jorge Amâncio, Deliane Leite e Marcos Freitas.

Mais sobre o grande músico e compositor Roraima em:
http://www.myspace.com/musicororaima
http://www.youtube.com/musicororaima
http://blogdororaima.blogspot.com/

Brasília: 50 anos em Seis

terça-feira, 18 de maio de 2010

Shows do Roraima em Brasília

Mais sobre o grande músico e compositor Roraima em:
http://www.myspace.com/musicororaima
http://www.youtube.com/musicororaima
http://blogdororaima.blogspot.com/

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Quintas Literárias - ANE Associação Nacional de Escritores

A Associação Nacional de Escritores convida para a palestra Emílio de Meneses, um poeta satírico

que será proferida pelo escritor Luiz Carlos de Oliveira Cerqueira,
dia 20 de maio de 2010, quinta-feira, às 20 horas,
no Auditório da ANE (SEP SUL 707/907 – Bloco F).

Luiz Carlos de Oliveira Cerqueira nasceu em 28/1/1935, em Monte Serrat (município de Comendador Levy Gasparian – RJ).
Graduado em Geografia e Antropologia pela Faculdade de Filosofia, Ciência e Letras da Universidade do Rio de Janeiro. Possui curso de pós-graduação em Arqueologia e Solos (Museu Nacional da QBV-RJ).
Atuou 36 anos na área das telecomunicações, ingressando na antiga CTB, no Rio de Janeiro, e aposentando-se pela Telebrás, em Brasília. Lutou ardorosamente contra a privatização do sistema de telefonia no Brasil. Hoje, dedica-se ao colecionismo, à literatura e à música; e o seu maior orgulho é ser brasileiro.
Entidades a que pertence: Instituto da Poesia Internacional – Canoas (RS); Instituto Histórico e Geográfico do DF; Academia de Letras e Música do Brasil; Academia de Trovadores do DF; Instituto Cultural do Vale Catarinense; Associação Nacional de Escritores; Associação Filatélica e Numismática de Brasília; Associação Filatélica de Santa Catarina; Sociedade Philatelica Paulista; Academia Internacional de Cultura; Associação de Cartofilia do Rio de Janeiro; Casa do Poeta Brasileira – Seção Brasília; Academia de Letras e Artes do Planalto e a Sociedade Brasileira de Geografia (RJ).
Premiado em concursos literários. Partic. da Antologia acadêmica, 1990; Antologia acadêmica nacional, 1993; Mil poetas brasileiros, 1995, org. de Toni Carré ; Brasília: vida em poesia, 1966, org. de Ronaldo Alves Mousinho; Pensar em arte e arte no pensar, 1997, Univ. de S. Francisco (Bragança Paulista); São Francisco de Assis, 1998, Acad. de Letras dos Municípios do Rio Grande do Sul; Espejos de la palabra/Espelhos da palavra, 1999; Letras de Babel, 2001; Circulo de poesia 1, 2003, as três últimas da Bianchi Editores.

O Cinema como Reflexo da Sociedade Atual


19/05, quarta-feira, 20h

BARRIO
Fernando León de Aranoa, 1998, 98 minutos

Altos, desajeitados, companheiros de escola, Javi, Manu e Rai são, sobretudo, amigos. Os três dividem essa idade em que não se é homem nem criança, na qual se fala muito de garotas e muito pouco com elas. Dividem também a vida no bairro, o calor do verão e um montão de problemas. O primeiro é o próprio bairro, um bairro de grandes blocos de moradias sociais, de tijolo escuro e arquitetura impossível. Ali existem poucas coisas para fazer e, em agosto, menos ainda. O centro da cidade fica longe e é de difícil acesso, assim, os três amigos passam a maior parte do tempo no bairro. Porém, o tempo nos bairros passa mais devagar e, no verão, existe muito tempo livre. Bastante tempo para ocupar se metendo em confusões.

20/05, quinta-feira, 20h

MENSAKA
Salvador García, 1998, 105 minutos

Crônica sobre um grupo de jovens que terão suas vidas transformadas. Vivem em uma grande cidade e embora pertençam a classes sociais muito diferentes se encontram unidos, sem saber, por laços invisíveis que se tornarão cada vez mais estreitos até formar um mundo particular, muito menor do que imaginam.

21/05, sexta-feira, 20h

CARRETERAS SECUNDARIAS
Emilio Martínez Lázaro, 1997, 108 minutos

Lozano se considera um homem de negócios e sempre está idealizando novas maneiras de ganhar dinheiro. Junto a seu filho Felipe, que está prestes a cumprir quinze anos, viajam pela Espanha de 1974, em um carro Citroën, que é o único que possuem. Sua vida é um contínuo ir e vir por estradas secundárias. Os apartamentos por onde passam têm uma coisa em comum: estão situados em urbanizações costeiras, desoladas e inóspitas nos meses de baixa temporada. As praias solitárias no inverno são a paisagem que os olhos do jovem Felipe estão habituados. Porém, logo a dupla terá que se afastar do mar, o que acarretará uma drástica mudança de rumo em suas vidas.

22/05, sábado, 20h

LA VIDA SECRETA DE LAS PALABRAS
Isabel Coixet, 2005, 118 minutos

Um lugar isolado no meio do mar. Uma plataforma petrolífera, onde só trabalham homens, na qual ocorreu um acidente. Uma mulher solitária e misteriosa que tenta esquecer seu passado é levada à plataforma para que cuide de um homem que ficou cego temporariamente. Entre eles vai crescendo uma estranha intimidade, um vínculo cheio de segredos, verdades, mentiras, humor e dor, do qual nenhum dos dois vai sair ileso e que mudará suas vidas para sempre. Um filme sobre o peso do passado. Sobre o silêncio repentino que se produz antes das tormentas. Sobre vinte e cinco milhões de ondas, um cozinheiro espanhol e uma ave. E sobre todas as coisas, sobre o poder do amor inclusive nas mais terríveis circunstâncias.

23/05, domingo, 20h

EN LA CIUDAD
Cesc Gay, 2003, 110 minutos

Um grupo de amigos em uma grande cidade: Barcelona. Um percurso por cada uma de suas histórias não contadas, íntimas. Por seus sentimentos e desejos mais secretos. Por esse mundo sentimental que permanece oculto. A solidão, na cidade, em uma história coral e urbana.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

BNB sedia exposição fotográfica Coração Encouraçado

Biblioteca Nacional de Brasília (BNB) vai sediar no período de 18 de maio a 18 de junho de 2010, a exposição fotográfica Coração Encouraçado, do fotógrafo e artista plástico Márcio Oberlaender, com curadoria de Zenilton Miranda. O público poderá visitar a exposição de 2ª a 6ª feira no horário de 9h a 21h, e no sábado e domingo, de 9h a 18h, no hall de exposições localizado no 2º andar da BNB.

A mostra é composta de 13 imagens onde o artista se propõe a debater sobre a sensibilidade, sob um prisma que enfoca a noção de lugar como parâmetro das possibilidades ou impossibilidades de diálogo, afastando-se dos lugares-comuns sugerindo cartografias cotidianas descobertas em uma arqueologia própria que abstrai do acúmulo das imagens que coleciona. As paisagens cotidianas, evidenciadas em ruínas, traduzem um olhar investigativo sobre a temática da delicadeza, entendida como um espaço de possibilidade ou impossibilidade do encontro entre pessoas. Esta exposição representa certa continuidade na temática da desconstrução dos corpos, mais explícita em Azul.

Márcio Oberlaender é artista plástico e trabalha com imagens para dizer "quem somos". Trabalha com fotografia desde os anos 70, e realiza exposições individuais e coletivas no País.

CORAÇÃO ENCOURAÇADO - Exposição de 13 imagens de 2,00x1,50m do artista plástico Márcio Oberlaender, com curadoria de Zenilton Miranda. Abertura em 18 de maio, 3ª feira, às 19h, no hall de Exposições da Biblioteca Nacional de Brasília, 2º andar. Visitação da exposição de 18/05 a 18/06, de 9h a 21h; sáb. e dom., de 9h a 18h. Entrada franca.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Novo selo editorial, quatro poetas, seis livros e um recital


Vitória, ES: Novo selo editorial, quatro poetas, seis livros e um recital

Seis livros de quatro poetas serão lançados no dia 20 de maio, às 19h, na Associação dos Docentes da UFES (ADUFES, Campus de Goiabeiras). O evento, com recital de poesia e piano e projeção de vídeos, marca a estréia da Aves de Água, nova iniciativa editorial voltada à publicação de literatura. Alexandre Moraes e Casé Lontra Marques lançam dois livros cada um (“A sequência de todos os passos” e “Preparação para o exercício da chuva”, de Moraes, e “A densidade do céu sobre a demolição” e “Saber o sol do esquecimento”, de Casé). Wladimir Cazé lança seu segundo trabalho, “Macromundo", e Alexander Nassau apresenta “O tempo da curva”, seu primeiro livro de poemas. A entrada é gratuita.

Links para os blogs dos livros, com poemas e textos críticos:

"A sequencia de todos os passos" (Confraria do Vento, 2009), de Alexandre Moraes
http://www.asequenciadetodosospassos.blogspot.com/

"A densidade do céu sobre a demolição" (Confraria do Vento, 2009), de Casé Lontra Marques
http://www.adensidadedoceusobreademolicao.blogspot.com/

"Macromundo" (Confraria do Vento, 2010), de Wladimir Cazé
http://www.wladimircaze.blogspot.com/

"Preparação para o exercício da chuva" (Aves de Água, 2010), de Alexandre Moraes
http://www.exerciciodachuva.blogspot.com/

"Saber o sol do esquecimento"(Aves de Água, 2010), de Casé Lontra Marques
http://www.saberosoldoesquecimento.blogspot.com/

"O tempo da curva"(Aves de Água, 2010), de Alexander Nassau
http://www.otempodacurva.blogspot.com/

Evento: recital de lançamento de livros dos poetas Alexandre Moraes, Casé Lontra Marques, Alexander Nassau e Wladimir Cazé
Quando: 20 de maio, às 19h
Onde: Associação dos Docentes da UFES (Av. Fernando Ferrari, 845, Campus de Goiabeiras)Quanto: Grátis
Informações: 27-8818-1144

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Sarau Psicodélico

Mulheres de Chico em Brasília

Ilustres cidadãos de Brasília abraçam projeto de popularização da Poesia


Cristóvam Buarque, Giuliano (filho de Renato Russo), Mariana (neta de Cora Coralina),
Philippe Seabra (Plebe Rude) e Pipo (Os Melhores do Mundo) serão poetas por um dia

Quem imaginaria que ilustres cidadãos de Brasília ligados à música, ao teatro e até à política dividiriam um palco como poetas? Pois bem, esse inusitado encontro será realizado por uma causa nobre, a popularização da poesia.

Após a grande repercussão do projeto Sarau Sanitário.com, que levou mil cartazes com poesias ilustradas para banheiros públicos de todo o Distrito Federal e para deficientes visuais, será lançado um livro homônimo de maneira inusitada. Segundo a poeta Marina Mara, idealizadora do projeto: “O Sarau Sanitário.com nasceu para chamar a atenção do grande público para a poesia que é tida por muitos como elitista ou ultrapassada. Foi daí que surgiu a ideia de convidar não-poetas para declamar, mostrando que esse gênero literário pode e deve ser apreciado por qualquer pessoa e em qualquer local, inclusive no banheiro.” O projeto, que tem apoio do Fundo de Apoio à Cultura – FAC, ainda conta com o sítio www.sarausanitario.com no qual é possível baixar os cartazes do projeto, ler o livro e ainda ouvir os poemas gravados em áudio para os deficientes visuais. Cada poema tem o fundo musical de artistas de Brasília, que estão dando total apoio ao projeto.

No dia do evento serão exibidos curtas-metragens produzidos na periferia do DF com o apoio da Central Única das Favelas – CUFA. O poeta-rapper Gog, atualmente o maior representante da classe artística do DF, é um grande entusiasta do Sarau Sanitário.com e se apresentará no evento com declamação de suas poesias de cunho social. A ocasião também contará com uma exposição de telas de Clarice Gonçalves, uma jovem artista plástica de Taguatinga que vem despertando a atenção de outros países para sua arte, além do projeto Pipocando Poesia, da banda Fora de Si e do Lampiõez Interações Visuais, todos apoiadores do projeto.

Como palco do evento será montado um banheiro em meio ao público que receberá os “não-poetas” Cristóvam Buarque, Mariana Salles (neta de Cora Coralina), o filho do Renato Russo (Giuliano Manfredini), Phillipe Seabra (Plebe Rude) e Ricardo Pipo (Os Melhores do Mundo). O lançamento contará com a apresentação de humor e poesia de Marina Mara, porém, a parte mais emocionante do evento será a declamação do poema A vida em Braille, por Noeme, uma bela artista deficiente visual.

O livro, que já está disponível para leitura no www.sarausanitario.com, será oferecido por R$ 25,00 e o montante arrecadado servirá para viabilizar o lançamento do projeto em outros estados do Brasil.

Mais informações:
Marina Mara
Poeta e idealizadora do Sarau Sanitário.com
www.sarausanitario.com / 61 8215-3002
 
Links
Translate